Logo Hortas Biológicas

CONHEÇA MELHOR A COCHONILHA

Cochonilha Mealybugs

 

Existem centenas de espécies diferentes de cochonilhas e podem variar muito na aparência, na cor e no formato. Estamos habituados a vê-las como pragas a evitar pois podem afetar significativamente muitas culturas como é o caso dos citrinos, das vinhas e várias hortícolas. No entanto, algumas destas espécies podem ter utilidade para a produção de corantes naturais que são usados na alimentação, cosmética, vernizes, lacas, ceras e até medicamentos.

Em Portugal, podemos encontrar predominantemente as seguintes espécies: cochonilha-algodão (Planococcus citri), cochonilha-vírgula (Lepidosaphes beckii), cochonilha-branca (Aspidiotus nerii), cochonilha-de-pinta-amarela (Chrysomphalus dictyospermi), a cochonilha-negra (Saissetia oleae), a cochonilha de S. José (Quadraspidiotus perniciosus), e a cochonilha cerosa ou carrapeta branca (Ceroplastes sinensis).

Cochonilha AlgodãoAs cochonilhas podem ser encontradas nos ramos, nas folhas, nos frutos e até nas raízes de diversas plantas. Do mesmo modo como acontece com os afídeos, é muito comum vermos as formigas por perto quando temos ataques de cochonilhas nas culturas. Fazem uma parceria benéfica para ambos. As formigas protegem as cochonilhas ao perturbarem a ação dos seus predadores naturais. Em troca, recebem como alimento a secreção adocicada produzida pelas cochonilhas. Esta espécie de melaço, acaba por dar origem a fungos negros conhecidos como fumagina. Estes fungos fazem com que as folhas fiquem negras prejudicando a fotossíntese, a respiração e a transpiração através das folhas.

O ciclo de vida das cochonilhas passa por varias fases. Começa com a colocação dos ovos feita pelas fêmeas adultas. Cada fêmea pode depositar centenas de ovos dentro de uma massa excretada e compacta. Normalmente podem ser encontrados na parte inferior das folhas e na fase inicial podem ser confundidos com o oídio. Após a postura, as fêmeas morrem. A nova geração surge dentro de 1-3 semanas na forma de pequenas ninfas amarelas que logo começam a deslocar-se pela planta á procura de locais de alimentação onde se possam estabelecer.

As ninfas dividem-se em machos e fêmeas. As ninfas machos passam por cinco estágios. Após os dois primeiros estágios larvares elas deixam de alimentar-se e existem apenas para a função de fertilizar as fêmeas. Têm um ciclo de vida muito curto de cerca de 2 dias. São muito diferentes das fêmeas também na aparência. Possuem asas e filamentos na cauda. Numa descrição simples podemos dizer que se assemelham a pequenos mosquitos.

As ninfas fêmeas só passam por três estágios larvares. As cochonilhas podem ser encontradas nos ramos, nas folhas, nos frutos e até nas raízes de diversas plantas.Todo o processo dura cerca de um mês. A temperatura pode influenciar muito a duração do processo. Após a primeira muda, as suas patas ficam atrofiadas e elas perdem a capacidade de moverem-se pela planta. Fixam-se através do seu aparelho bucal bastante desenvolvido e passam a sugar ininterruptamente a seiva diretamente do sistema vascular da planta. Depois de fixarem-se, elas começam a produzir uma cera que vai dar origem à carapaça que servirá como escudo protetor.

Se o nível de infestação for baixo, os danos podem não ser significativos. Mas nos casos mais graves, esta atividade “vampira” das cochinilhas, pode originar o amarelecimento, a curvatura a até a queda das folhas à medida que a planta vai enfraquecendo.

Há um pormenor interessante a ter em conta sobre esta praga. Alguns estudos mostram que ela ocorre sempre em plantas sujeitas a condições ambientais ou nutricionais inadequadas. Por exemplo: o solo ou o substrato podem não ser os mais apropriados para a planta, a quantidade de luz solar qua a planta recebe pode ser insuficiente, falta de água, carência de nutrientes ou adubação em excesso. Estes e outros fatores, propiciam os ataques da cochonilha. Tenha em atenção esse aspeto na prevenção e combate a esta praga.

Se as suas culturas ou plantas estão a ser atacadas por esta praga, certamente quer saber como pode combate-la de modo biológico.

 

DESTAQUES

TRATAMENTOS BIOLÓGICOS
ERVAS AROMÁTICAS
PLANTAS INDICADORAS

RELACIONADO

Cochonilha mealybug

Como combater a Cochonilha

òleo de Neem

Óleo de Neem

sabão inseticida insecticidal soap

Sabão Inseticida

Calda-de-Santa-Maria Chenopodium ambrosioides

Calda de Santa-Maria

Arruda Ruta graveolens

Calda de Arruda

Siga-nos