Logo Hortas Biológicas

ALFAZEMA

Escaravelho

 

A alfazema (Lavandula angustifólia) também conhecida como Lavanda, é uma planta com um ciclo de vida perene e que cresce espontaneamente em Portugal.
É utilizada como Aromática, Medicinal e Condimentar.

Partes utilizadas: Ramos folhas e flores.

O seu cultivo, não exige muitos cuidados pois é uma planta muito resistente e adapta-se bem a qualquer terreno seja alcalino ou salino.
Prefere solos secos ou húmidos, tolera a aridez e a exposição marítima.
Uma vez que não se desenvolve à sombra é importante que haja uma boa exposição solar.
A alfazema não necessita de muita água. Deve-se regar o menos possível.
Para saber quando deve regar a lavanda, certifique-se que o solo está completamente seco entre cada rega. Mas, lembre-se que a planta em si não pode ficar desidratada.
A época de floração acontece entre a primavera e o verão.
Deve podar a planta de lavanda uma vez por ano, de preferência na altura da primavera, antes do novo crescimento começar. Pode podar cerca de 1/3 da planta inteira.
Os caules de alfazema são apanhados imediatamente antes de florescerem. As folhas podem ser colhidas a qualquer momento.

Na horta: Atrai insetos polinizadores e repele diversas pragas.
Repele ratos e ratazanas.
Estimula o crescimento de outras plantas


Usos Culinários
Pode-se adicionar-se a alfazema tanto a pratos de peixe e carne como a doces.
Nos assados, usa-se folhas e flores. Nas saladas e biscoitos usa-se as flores.
Nos grelhados a carvão, um ramo de Alfazema sobre as brasas dá ao alimento um paladar e um aroma inigualável.
As folhas e as flores são usadas para aromatizar vinagre, azeite, açúcar e manteiga de ervas.
As flores cristalizadas de alfazema são ainda utilizadas para aromatizar compotas, gelados, vinagres, saladas, infusões, sopas e guisados.


Usos Medicinais
A Alfazema destaca-se pela sua ação antisséptica, antiespasmódica, analgésica, cicatrizante, antiasmática, anticonvulsiva e sudorífera.
É indicada para tratar problemas de ansiedade, cansaço, perturbações do sono, bronquite, asma, a aliviar problemas digestivos, flatulência, dores de cabeça, cãibras e picadas de insetos.
Ajuda a regular a menstruação.
Alivia as náuseas, congestão linfática, tosses e dores reumáticas
Usada em banhos regenera e acalma a pele.

Veja aqui algumas sugestões de como pode usar a Alfazema.

Cuidados
O principal efeito colateral da Alfazema é a sonolência, quando ingerida em excesso por exemplo na forma de chá.
Está contraindicada para pacientes com úlceras gástricas.
Não se deve aplicar os óleos essenciais na pele durante longos períodos de tempo porque pode causar irritações ou alergia.
As folhas e as flores possuem propriedades sedativas.

 

DESTAQUES

FRAMBOESAS
INSETOS AUXILIARES
CONSOCIAÇÃO DE PLANTAS

RELACIONADO

Alecrim

Alecrim

Manjericão Basil

Manjericão

Tomilho Tthyme

Tomilho

Chã Alfazema Lavander Tea

Como usar a Alfazema

Aromáticas Herbs

Como usar as Aromáticas

Infusão de Aromáticas Herbal infusion

Como fazer uma boa Infusão de Aromáticas

Siga-nos